quarta-feira, 11 de maio de 2016

Celulares antigos com flip voltam à moda!!!


VIA: www.estadao.com.br 

Artistas como Rihanna e Scarlett Johansson foram vistas com modelos vintage, grandes e com flip. Nos Estados Unidos, as vendas desses aparelhos aumentaram no ano passado.



iPhone, Samsung Galaxy, Moto X, Sony Xperia, Apple Watch... Em meio às novidades tecnológicas, a moda agora é ostentar um bom (e literalmente velho) celular de flip. Segundo uma pesquisa do International Data Corporation (IDC) dos Estados Unidos, os americanos compraram 24 milhões de celulares antigos no ano passado - 1,7 milhão a mais do que em 2014.

A modinha começou com Anna Wintour, a poderosa editora da revista Vogue América, que chamou a atenção ao ser fotografada com um modelo vintage no torneio de tênis U.S. Open, um ano e meio atrás. Desde então, artistas como a cantora Rihanna, as atrizes Scarlett Johansson e Kate Beckinsale e o roqueiro Iggy Pop já foram vistos com aparelhos do tipo. 

Foto: divulgação


Isso antes da cantora Adele surgir com um celular que parece o Star Tac (lembra dele?) no clipe de "Hello", lançado em outubro passado. O site PC Magazine deu um superzoom e descobriu que no vídeo ela usa um Samsung SPH-M300, de 2007. O modelo de celular com flip, eternizado pela fashionista Carrie Bradshaw, de Sex & The City, vem mesmo ensaiando um retorno (em meados dos anos 2000, a protagonista da série andava por aí carregando um Motorola pink com cristais). 
No Instagram, a hashtag #flipphone tem mais de 45 mil publicações. “Chega um momento em que é tudo tão moderno, tão caro, que quando você alcança a ponta da tecnologia deixa de ser cool”, afirma a jornalista Rosana Hermann, colunista do Estado, que escreve sobre tecnologia e comportamento. “O cool é ter algo personalizado e vintage, um pouco como o que aconteceu com o vinil, que virou moda.”
Cansado de tantas telas e smartphones, o designer José Araújo, de 25 anos, trocou há oito meses seu Galaxy S5, da Samsung, por um Nokia 2760, lançado pela empresa em 2007 e ainda à venda. “Eu sentia que não aproveitava quase nada do smartphone e me distraía mais”, afirma Araújo. Para Rosana, o excesso de informação é mesmo exaustivo. “As pessoas estão cansadas de tanta informação o tempo inteiro, é quase como um beco sem saída”, diz ela.
Outro motivo que fez Araújo desistir dos smartphones foi a segurança - e talvez aí esteja uma das razões para os artistas optarem por celulares antigos. Conectados à internet e à “nuvem” o tempo inteiro, os smartphones estão mais vulneráveis a ataques de hackers, que podem ter acesso a fotos pessoais, e-mails e senhas de banco.
Para quem quiser aderir à tendência e investir em um aparelho vintage, em sites como o Ebay é possível encontrar vários modelos - mas eles custam tanto quanto (ou muito mais que) um iPhone 6, com preços que chegam a R$ 10 mil.

Foto: divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário